2009

Um Pequeno 

Tratado de 

Brinquedos para 

Meninos Quietos

 

ILUSTRAÇÕES ANNE VIDAL

Este livro, o primeiro da arte-educadora Selma Maria, resulta do encontro da palavra poética com o universo da infância do sertão mineiro. Durante oficinas realizadas naquele espaço tão distinto do urbano, Selma identificou jeitos muito delicados e criativos de brincar. Poeticamente nomeados como “brinquedo-terra”, “brinquedo-bicho”, “brinquedo-cor”, “brinquedo-brinquedo” e “brinquedo-pensamento”, esses brincares reúnem-se aqui neste belo “brinquedo-livro”, para encantar crianças e adultos.

2010

Isso Isso

 

ILUSTRAÇÕES SILVIA AMSTALDEN

Isso Isso é o segundo livro de poemas da poeta e arte-educadora Selma Maria. Neste delicado e ao mesmo tempo divertido “dicionário poético”, Selma apresenta aos leitores, “crianças de todas as idades”, poemas inspirados em palavras (polissêmicas) que começam com cada letra do alfabeto. A autora inspirou-se no poema “Ou isto ou aquilo”, de Cecília Meireles, para compor o seu Isso Isso.

Um Pequeno 

Tratado de Brinquedos para Meninos Quietos da Cidade

2011

 

ILUSTRAÇÕES NINA ANDERSON

Depois do sucesso de seu livro de estreia, Um pequeno tratado de brinquedos para meninos quietos, nascido do encontro com o universo lúdico das crianças do sertão de Guimarães Rosa, a arte-educadora Selma Maria desvela agora os muitos jeitos de brincar e se divertir das crianças que moram nos grandes centros urbanos. A poesia de Selma olha agora para os inúmeros elementos da paisagem urbana, aproveitando os pequenos vãos deixados pela concretude da cidade para oferecer-lhes novos e inusitados sentidos.

2012

Superimã e o Mar

 

ILUSTRAÇÕES NINA ANDERSON

Como é ser velho? O que é ser jovem? O super-herói Superímã quis entender melhor esses mistérios da vida, que a gente só conhece e fica olhando sem conseguir compreender direito. Então resolveu procurar o maior e mais sábio dos seres para fazer as suas perguntas: o mar! Voou até a praia e ficou esperando até que o velho amigo se aproximasse para uma conversa. Em Superímã e o mar, a gente vê que nunca se é velho demais ou jovem demais para trocar experiências.

2013

A Menina 

que Nunca Terminava Nada

 

ILUSTRAÇÕES NINA ANDERSON

 

As crianças que nunca terminam nada são espécies raras de encontrar. Mas, se por acaso você conhecer uma menina ou menino que nunca termina nada e que leva bronca por tudo, peça que leia essa história. Ou melhor: leia essa história para eles, porque, já que nunca terminam nada, não vão chegar ao final e descobrir o porquê dessa menina nunca terminar nada o que começa.

2013

Ora Bolas!

 

ILUSTRAÇÕES NINA ANDERSON

O livro conta histórias sobre o universo do futebol pelo olhar da criança. Em uma prosa que poetisa o jargão futebolístico, a autora brinca com o sentido das palavras, criando para elas significados novos. O ponto de vista é sempre o da criança, do menino que joga bola no campinho esburacado com a cabeça na lua, da menina que sonha em ganhar uma bola no Natal, do garoto que quer ser Mané no Maracanã. As ilustrações de Nina Anderson dão ao livro um caráter vibrante e marcadamente brasileiro.

2014

ABC da Água

 

ILUSTRAÇÕES NINA ANDERSON

Brincalhona e irreverente, a água está presente em todo canto, nas mais diferentes formas: em agitadas gotas de chuva; em pedras de gelo, como se brincasse de estátua; na melancolia das lágrimas; na alegria das bolhas de sabão. Em ABC da água, Selma Maria registra as diversas facetas desse elemento da natureza em verbetes organizados em ordem alfabética, como nos dicionários. Em vez de um significado objetivo, no entanto, os termos presentes neste dicionário ganham pequenas divagações poéticas, adornadas por ilustrações bucólicas de barquinhos de papel e brincadeiras na água.

2015

O Livro do 

Palavrão

 

Você sabe o que é um palavrão? Joãozinho, personagem deste livro, acha que sabe a resposta e seus palavrões vão causar grandes confusões e situações inusitadas. Até o nome de sua irmã o menino mudou para um palavrão, e seus pais não gostam nada-nada desse seu jeito de dizer as coisas. João mistura tudo e, na verdade, confunde os aumentativos e diminutivos nessa divertida brincadeira com a língua portuguesa.

2016

Maria José É, José Maria IA

 

Este livro mostra, de forma divertida, como vocábulos aparentemente femininos ou masculinos não são exatamente opostos. A brincadeira preferida de Maria José e José Maria é experimentar as possibilidades da Língua Portuguesa, contando e recontando muitas histórias. Fáceis ou difíceis, femininas ou masculinas, misturadas, não importa; é com elas que eles mais se divertem! Uma brincadeira divertida e repleta de imagens é o que te espera nesta narrativa sobre gêneros gramaticais, infância e poesia.

Coleção Bichos Poéticos

2018

Mesma

 

ILUSTRAÇÕES NINA ANDERSON

 

COLEÇÃO BICHOS POÉTICOS

Você deixa marcas por onde passa?
Eu deixo. Dizem que sou muito devagar.
Ai, eu acho muito difícil falar de mim mesma.
Eu já contei um pouquinho de mim.
Depois eu conto mais.
Afinal… sou devagar, lembra?

2018

Comum

 

ILUSTRAÇÕES NINA ANDERSON

 

COLEÇÃO BICHOS POÉTICOS

Ela é tão comum… Ela sai só um pouco para fora de casa. Gosta de comer coisas miúdas que parecem migalhas. Ela só quer o que é dela.

2018

Zurro

 

ILUSTRAÇÕES NINA ANDERSON

 

COLEÇÃO BICHOS POÉTICOS

Quem é, quem é? Ele gosta de companhia. Ele gosta de parar para pensar e também ouvir seu coração. Quem você conhece que é assim?